BUSCAR

INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA

A matriz de transportes no Brasil está concentrada principalmente no modal rodoviário. O Brasil é um dos países que mais se utilizam desse meio de transporte quando comparado com países de grandes dimensões territoriais como os EUA, China, Rússia, entre outros. Nesses países, observa-se uma participação relativamente maior do modal ferroviário (segundo mais barato, atrás apenas do hidroviário) em relação ao Brasil.

» Transporte Rodoviário

O transporte rodoviário é o principal meio utilizado tanto para o transporte de cargas quanto o de passageiros no Brasil. Sob a administração do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) existem 79.382,3 km de rodovias federais em todo o país, 225.291,6 estaduais, 1.261.745,0 municipais, totalizando 173 rodovias, entre elas estão as radiais, longitudinais, transversais, diagonais e de ligação, todas controladas pelo governo federal.

» Transporte Aéreo

O sistema aeroviário brasileiro possuía em 2014 um total de 63 aeroportos, 34 internacionais e 29 domésticos, e 2.389 aeródromos, sendo 1.703 privados e 686 públicos, segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT), contando com 19.401 aeronaves registradas. Dos aeroportos e aeródromos públicos, 67 são controlados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o que representa aproximadamente 97% de todo o movimento de passageiros no país. Além dos aeroportos, o país possui 914 helipontos.

Em relação ao número de passageiros, em 2014 foram transportados 112,5 milhões de pessoas, ou seja, sendo 110,6 de passageiros pagos, um pequeno aumento se comparados aos 111,4 milhões de pessoas transportadas no ano anterior. Em relação ao transporte aéreo de cargas, em 2014 ele totalizou 929,9 milhões de toneladas, representando uma queda de aprocimadamente 23% em relação às cargas transportadas em 2013 quando o valor foi de 1,2 bilhões de toneladas.

» Portos

Com uma costa de 8,5 mil quilômetros navegáveis, o Brasil possui um setor portuário que movimenta anualmente mais de 900 milhões de toneladas das mais diversas mercadorias e responde sozinho por mais de 90% das exportações. O modal aquaviário possui um dos menores custos para o transporte de cargas no Brasil, perdendo apenas para o transporte dutoviário e aéreo.

O sistema portuário brasileiro é composto por 37 portos públicos, entre marítimos e fluviais. Desse total, 18 são delegados, concedidos ou tem sua operação autorizada à administração por parte dos governos estaduais e municipais. Existem ainda 42 terminais de uso privativo e três complexos portuários que operam sob concessão à iniciativa privada

Segundo o Anuário Estatístico Aquaviário da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, em 2014 foram movimentadas 969,6 milhões de toneladas em cargas pelos portos, 77,3% foram exportações, 345,5 milhões de toneladas transportadas foram de minério de ferro e 36% das mercadorias passaram por portos públicos.

» Transporte Ferroviário

O sistema ferroviário brasileiro, composto de 28,2 mil km de ferrovias, é o maior da América Latina em termos de carga transportada, composto por 3.507 locomotivas em circulação, até abril de 2014, de doze concessionárias, atingindo 92,6 bilhões de tku (tonelada quilômetro útil). Em relação a transporte de passageiros, até abril de 2014, o transporte ferroviário transportava em média 35 mil pessoas por ano.

» Telecomunicações

De acordo o estudo Measuring the Information Society 2013 da União Internacional de Telecomunicações (UIT), o Brasil foi o 62º país mais conectado à internet e à telefonia celular e fixa do mundo em 2012. O alcance da banda larga móvel aumentou de 22% em 2011 para 37% em 2012, sendo que 88% da população tinha cobertura com a tecnologia 3G. O número de domicílios com computadores era de 50% e o acesso à internet passou para 45% em 2012.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), o setor de telecomunicações atendia até o terceiro trimestre de 2014 369,9 milhões de assinantes, um aumento de 4,0% em relação ao mesmo período 2013, além de gerar 526,5 mil vagas de trabalho, quantidade 4,3% maior que a registrada no final de 2013 (504,7 mil pessoas). Em 2013, a receita operacional bruta do setor foi de R$ 227,8 bilhões, o valor mais alto da história e equivaleu a 4,7% do PIB. No terceiro trimestre de 2014 o valor já era de R$ 173,7 bilhões, 2,7% maior do que o mesmo período de 2013.

» Energia

As principais fontes de energia do país são: petróleo e derivados, biomassa, elétrica, gás natural, carvão mineral e urânio. De acordo com o Balanço Energético de 2010 do Ministério das Minas e Energia, o consumo total em 2013 foi de 260,2 milhões de toneladas equivalentes de petróleo – tep, montante correspondente a 87,8% da oferta interna. Do total de energia interna ofertada 79,3% é renovável e 20,7% é não-renovável.


WebDesign:
Empresa
Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A
Rua Barão do Rio Branco, 45 - 7º andar - Centro - CEP: 80010-180
Curitiba - PR - Brasil - PABX: 55 (41) 3221-9900
agenciacuritiba@agenciacuritiba.com.br